Se não está funcionando, mude!

No último blog falei sobre a Coreia do Sul, um país que cresceu significativamente nos últimos 20 anos. Recebi do Raj, um amigo que mora nas Filipinas e estudou comigo em Harvard, uma lista de mudanças que ocorreram na Samsung nos últimos 90 anos.

Em 2016 a Samsung tem orçamento de exportar 250 bilhões de dólares, 18,5% do PIB do país, orçado em 1,347 trilhões de dólares. A história da empresa iniciou em 1938, quando Lee Byung-Chull lançou a Samsung como um armazém, dois anos depois, em 1940, devido a forte concorrência no mercado de distribuição, ele abandonou o armazém para montar uma fábrica de macarrão “noddles”. Dez anos depois, no fim da guerra com a Coreia do Norte, a empresa sai da fabricação de “noddles” e inicia a produção de açúcar. Quatro anos depois, em 1954, a Samsung sai do mercado de açúcar e inicia uma fábrica de produção de lã, em 1956, abandona a produção de lã e inicia no mercado de serviços, vendendo seguros e valores imobiliários. Em 1960, a Samsung deixa o mercado de serviços e volta para a indústria produzindo TVs preto e branco. Em 1980, entra no mercado de Telecom e inicia a produção de placas para telefonia. Em 1987, com a morte do fundador, a Samsung é dividida em 4 empresas independentes: Department Stores, Chemical & Logistics, Paper/Telecom e Electronics. No mesmo ano a empresa decide investir internacionalmente, investindo em fábricas de semicondutores em vários locais do mundo. Em 1990, a empresa identifica que os investimentos fora da Coreia do Sul não estavam se desenvolvendo conforme planejado, e abandona a produção de semicondutores para investir na construção predial, construindo dois dos maiores prédios do mundo. Um para a Petronas na Malásia e outro para a Taipei 101 em Taiwan. Em 1993, depois de uma das maiores recessões da Ásia, o filho do fundador  é indicado como CEO do grupo, e inicia um processo de redução de despesas, downsizing e venda de negócios. Neste mesmo ano a Samsung se torna a maior produtora mundial de memória em chips. Em 1995 a empresa investe em telas de cristais líquidos, e em 2005 se torna a maior produtora mundial de cristais líquidos e de TV de tela plana. Em 2010, com a maior concorrência em telas planas, o grupo investe para ser o maior produtor mundial de smartphones. Hoje a Samsung vende duas vezes mais smartphones do que a Apple.

Portanto, quando surgir em sua mesa uma ideia de mudança radical na empresa, não tenha medo de mudar. Mudar faz bem. A vida é risco, se o que você está fazendo nesse momento já não tem o mesmo glamour do passado, vire a página, e mude!